METENDO FORTE NO CICLISTA - FINAL

CONTINUAÇÃO... assim que abri a mensagem, ele me dizia: " Vem aqui em casa hoje à noite, vou estar sozinho, quero tentar dar pra você".

Confesso que não estava muito afim, aquela palavra "tentar" já tinha me desanimado. Estava com um puta tesão, sem gozar e ainda tinha que tentar? Bom, mas acabei indo, vai que...! 

 

Chegando lá, estava me esperando no portão, o safado estava com a roupa de ciclista marcando tudo, e já estava de pau duro. Aquilo me deixou mais tarado ainda, entrei !!!  Ele já veio pegando no meu pau e falando: 

- Onde paramos mesmo?  

O virei de costas encostando suas mãos na parede, abaixei aquele short apertado, vendo novamente aquela bunda dura e peluda gostosa,  e encostando meu pau nela disse: 

 

- Paramos, aqui!

Não recuou, apenas empinou mais ainda aquele rabo pra mim! Cai de boca, chupando muito aquele cu peludo gostoso, cheiroso... Peguei a camisinha, coloquei e para garantir já peguei o lubrificante no meu bolso.  Desta vez ia entrar tudo. Preparei bem, lubrifiquei muito, encaixei a cabecinha bem na entrada e comecei a empurrar... ele pediu pra parar.  Putz, que vontade de soca tudo de uma vez, só de raiva, mas parei, sei quanto dói um pau grande no rabo. Se virando olhou pra mim e falou: 

- Me segue, quero te mostrar uma coisa.  

Subimos as bermudas e saímos dali. 

Entramos em sua casa fomos para os fundos, onde tinha uma espécie de mini bicicletária, o cara era apaixonado por bike mesmo. Havia uma mesa  lá, provavelmente para colocar peças, acessórios  e afins. Ele tirou a bermuda ficando somente com a camiseta bem justa ao seu corpo, se deitou sobre  esta mesa abrindo as pernas para mim e dizendo:  

- Cara, me fode... e coloca tudo de uma vez, estou com muito tesão, se foda a dor.  

Da pra imaginar minha cara de felicidade quando ele falou isso? Mas nem argumentei, apenas cheguei perto daquele rabo com meu pau, coloquei bem na entradinha, segurei suas pernas, coloquei a mão em sua boca e ... SOQUEI. O cara deu um grito, que se não tivesse colocado a mão em sua boca a rua toda teria ouvido. Entrou estourando o rabo dele. Parei e fiquei lá dentro com meu pau pulsando. Ele suava frio, tirei a mão da sua boca e ele me falou: 

- Cara que dor, não tô aguentando, tira cara, tira... 

Tirei? Não, não tirei! Comecei um vai e vem bem lento. E  ele  parou de pedir pra tirar e começou a se masturbar, seu pau estava duro feito pedra mesmo sentindo dor. O puto estava cheio de tesão!

Fui aumentando a pressão, ele pediu pra ir devagar, reduzi, fui suave novamente. Começou a ficar mais relaxado, e quando comecei a socar um pouco mais forte ele gozou, a porra voou em seu rosto, ele ria enquanto gozava.  Mas eu também queria gozar, e por sorte dele meu tesão estava a mil, quando ele gozou e apertou meu pau com força com seu rabo, logo gozei.

Nossa que gozada gostosa, muita porra guardada, gozei forte enchei a camisinha de porra. 

Fui tirando lentamente o pau de dentro dele, me sentei de um lado encostando na parede, e ele continuava deitado sobre a mesa. Quando se levantou disse: 

- Cara, que isso, você acabou comigo! Não consigo nem andar.

Dei risada respondi :

- Estava quietinho em casa,você quem procurou ! 

Após essa foda, fomos tomar um banho juntos e curtir um pouco o tempo que ele ainda tinha sozinho em casa.  

  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle

Todos os diretos reservados a ©JuanCalabares (19) 9 9627 7211

AGUARDE A PAGINA SER CARREGADA 

Registre-se no Site e receba as atualizações.