O ATIVO INSACIÁVEL DO PAU GROSO ​

Peguei ônibus e fui! Assim que cheguei ele já estava a minha espera. 

 

Entrei em seu carro e fomos para o motel, no caminho ele muito reservado falava pouco. Seguimos até o motel, chegando lá, fomos até o quarto, me surpreendendo com um beijo, mas um beijo que eu fiquei sem palavras, sem ar, de pernas bambas, pau duro e cu piscando.  Ele não era de perder tempo com conversa, gostava de beijos, e como gostava, fomos tirando nossas roupas nos beijando muito, mas muito mesmo. 

 

Se deitando na cama, tirou sua cueca e pude ver aquele pau, grosso, cabeçudo e já fui caindo de boca.  Chupei  muito ele, que tesão. Que pau gostoso de engolir, o safado só curtia de olhos fechados aproveitando bem o momento.

Subi novamente até seus lábios e ficamos mais um longo tempo  nos beijando, nos acariciando... Com toda delicadeza do mundo ele me colocou  deitado de bruços,   com seu pau bem lubrificado  e com a camisinha veio sobre mim, colocando lentamente sue pau em minha bunda. Foi com cuidado, aos poucos, até eu ir me acostumando, entrou tão gostoso, ele sabia como meter. Deitado sobre mim começou um movimento de vai e vem, lento e calmo... Sentia aquele pau duro latejando dentro de mim enquanto colocava e tirava  bem devagar. Ficou assim por um longo tempo, nunca fiquei tanto tempo em uma única posição dando e nem com um ativo com tanto tempo de pau duro dentro de mim.

 

Ele só tirou seu pau DURO, de dentro para me colocar em outra posição. Me deitou de lado, e veio encaixando por trás. me abraçando e colocando seu pau. Voltando a meter lentamente, e muito, muito, muito gostoso, subia arrepios por meu corpo a todo momento. E novamente ele ficou um longo tempo assim me comendo, só tirando para eu chupar até ele gozar muita porra sobre seu corpo. 

 

Após o gozo fomos para o banho, ele estava bem mais relaxado e a vontade comigo. Tinha passado aquela tensão do primeiro encontro.

Conversamos, demos banho um no outro, saímos do banho e seu pau já estava duro novamente. Me ajoelhei em sua frente próximo a cama, e voltei a chupar aquele pau grosso, macio... chupei muito até ele novamente gozar.

 

Nos deitamos  ficamos de carícias, e muitos beijos. E o que aconteceu? Seu pau ficou duro novamente , me virou de lado mais uma vez e  continuou a me foder por um bom tempo.

 

Como o safado sabia meter.

 

Enquanto escrevo aqui me lembro dele e me dá arrepios.

 

Sentir seu corpo quente no meu, aqueles movimentos de vai e vem  do seu pau entrando e saindo de dentro de mim, duro feito rocha... tão bom que não queria mais parar. Infelizmente já estava dando o nosso tempo, e nesse dia não tinha como ambos continuarem mais ali. Me assustei quando olhei no relógio, pois a hora tinha voado, devo ter dado sem parar por mais de uma hora e meia. Nunca dei tando na minha vida. Mas com ele  foi tão bom, tão diferente, tão único.  Foi algo inédito pra mim. 

 

Adorei a companhia, mesmo calado sabia se expressar muito bem no sexo, carinhoso, atencioso, perfeito na cama.

 

O SAUDADES. (risos) 

 

Me levou até o ponto de nosso encontro e nos despedimos, Com a certeza e a data de um novo encontro. 

  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle

Todos os diretos reservados a ©JuanCalabares (19) 9 9627 7211

AGUARDE A PAGINA SER CARREGADA 

Registre-se no Site e receba as atualizações.