FODA NO SITIO

 

Sai logo após o café da manhã, e fui o seu encontro.

 

Me passou as orientações de como chegar até seu local. Que confesso, estava ansioso pra conhecer. Um sitio no meio do mato, aaaa bem do jeito que eu gosto.  

Chegando lá, parei em frente a porteira, e não tinha sinal de celular para avisar que havia chego. Mas estava bem próximo do horário combinado, e não demorou muito avistei um rapaz vindo em minha direção, chapéu, bota, calça apertada e camisa. Aquele jeitão de macho, chegou abriu a porteira e pediu pra entrar.

 

Estacionei próximo a garagem dele, e em seguida veio me cumprimentar.  

Batemos um papo, e foi me mostrar o sitio, disse que acompanhava meu blog e criou coragem para me chamar até lá. Começamos a caminhar por um pasto,  o papo foi esquentando, percebi que ele estava excitado, dava pra ver o volume na sua calça apertada.  Ele começou a passar a mão por cima e a olhar pra mim. Dei uma risadinha safada, ele abriu o ziper e pois o pau pra fora. Ajoelhei ali no chão e comecei a mamar. Foi abrindo a camisa e mostrando aquele peito peludo, eu só ali mamando e olhando.

 

Me pegou  de jeito me virou de costas e começou a roçar seu pau na minha bunda, forçando meu corpo contra o meu  e me falava: 

 - Quero essa bundinha, adoro um magrelo safado. 

Falando isso foi baixando minha calça, só um pouco, o suficiente pra ele enfiar a mão e começar a brincar com meu rabo e com meu pau. O safado me apertava forte contra seu corpo.  Me forçando contra a chão me deixou de bunda pra cima, exposta, e veio com seu caralho duro metendo dentro, me deixou de bruços e socava. Sentia aquele macho encostando seu peito peludo em minhas costas, gemendo em meu ouvido. Empinei mais ainda meu rabo e rebolei no pau daquele safado. Ele começou a transpirar, seu suor pingava nas minhas costas. Se levantou e pediu pra mim o seguir. Paramos debaixo de uma arvore, me colocou contra ela e veio com seu pau, socando de novo bem gostoso. Tirou ele de dentro, tirou a camisinha e se sentou no chão. Pedindo pra mamar.  Terminei de tirar minha roupa, e cai de boca. Ele continuava de bota, calça. Camisa e chapéu. Segurava minha cabeça e socava dentro dela seu pau, tirou minha boca dele e me deu um beijo.

 

Pedindo  para ficar de pé e dar meu pau pra ele chupar. O safado mamou e engoliu tudo, parceia um bezerro.  Depois de chupar, pegou minha roupa do chão e pediu pra o seguir.  

Paramos próximo a um lago, tinham alguns bancos de pesca lá, me colocou de quatro em um deles e veio me foder. Que tesão, ali naquele lugar com aquele macho gostoso, o safado.  Insaciável meteu mais um tempo e parou. Queria recuperar o folego.

Fomos pra dentro da casa, batemos mais um papo, tomamos agua em não demorou, ele se ajoelhou em minha frente e começou a me mamar. Se levantou e tirou toda sua roupa,  bem na minha frente, camisa, bota, e calça, ficando só de cueca e chapéu. Fiquei sentado ali na cadeira só batendo uma e vendo aquilo. Voltou a me mamar e a se punheta, se levantou e ficou de costas pra mim, esfregando seu rabo na minha cara. Baixou a cueca mostrando aquela bunda gostosa, peluda de macho. Abri ela com as mãos e comecei a chupar. O puto dava gemidos e socava uma punheta bem gostosa. Pediu pra parar, saiu de perto e logo voltou, pegou um lubrificante e camisinha, disse que estava louco pra me dar. Lubrificou bem o rabo e meu pau, e foi sentando de costas pra mim, foi bem devagar. E parou, não estava aguentando. Disse que estava doendo muito. Tentou mais algumas vezes mas desistiu. Pedi pra ele ir para a cama e ficar de 4 pra mim, que ia brincar um pouquinho com o rabo dele pra ver se conseguia me dar.

 

Empinou bem ela, e comecei a chupar e brincar com meus dedos, pra ir preparando ele. Fiquei assim por um bom tempo. Peguei a cadeira na cozinha e pedi pra ele vim sentar de novo, que  enquanto se sentava batesse uma punheta, que ia ajudar ele a relaxar. Veio e foi sentando, entrou a cabeça,  ele parou disse que ainda estava doendo. Pedi pra ele ficar parado e ir descendo aos poucos, e assim ele foi, ate que entrou tudo. Fiquei com o pau la dentro por um tempo e comecei a forçar bem devagar. Ele pediu pra parar, não estava aguentando. Segurei ele pela cintura e forcei mais um pouco, ele gemia começou a subir e descer bem devagar no meu pau... não aguentou gozou. O cara tremia inteiro, achei que fosse passar mal. Nossa dava gritos fortes de tesão. Nunca vi um macho gozar assim. Ainda gozando saiu de cima do meu pau, se virou pra mim ajoelhou tirou a camisinha e caiu de boca, olho pra minha cara e pediu porra, ainda tremia de tesão com o pau gozado. 

 

Comecei a bater uma na boca dele e gozei, a enchi  puto de borra, com a boca cheia  chupava meu pau, babando nele todo. Fiquei ali imóvel na cadeira e ele se jogou no chão.  

Ficamos ali relaxando um pouco e fomos pro banho. Ele foi fazer um café pra gente, ficamos na varanda e batendo um papo. Me disse que ficou realizado, mas que queria ter dado mais, porém o tesão estava demais e não conseguiu segurar.  

E minha roupa estava como? Com grama e terra pra todo lado kkk 

Mas valeu cada segundo de tesão e prazer com esse cara, e nesse local. 

Hora de voltar pra casa.

  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle

Todos os diretos reservados a ©JuanCalabares (19) 9 9627 7211

AGUARDE A PAGINA SER CARREGADA 

Registre-se no Site e receba as atualizações.