DANDO PARA O COROA DO PAU PIRAMIDE ​

No dia anterior ele entrou em contato comigo dizendo que sempre quis comer um magrinho pauzudo. Batemos um papo, ele me ligou e marcamos o dia e local.  Ele é de outra cidade, combinamos um encontro em um motel sem ser na sua cidade natal, no caso fomos para Limeira, por motivos de sigilo.

 

Ele chegou primeiro no motel, e me mandou uma mensagem avisando em que quarto estava, cheguei na recepção dei meu nome e disse que ele estava me aguardando. Entrei e fui ao seu encontro. Quando ele abriu a porta da garagem não botei muita fé, todo acanhado, tímido, falava pouco, sua cara queimava de vergonha. Ele é um cora branquinho, gordinho, muito cheiroso e tímido ao extremo. Pensei comigo, "Acho que ele não vai conseguir nem tirar  a roupa de vergonha".  A mas me enganei. Quando entrei no quarto e fechamos a porta, ele veio pegando na minha bunda e falando no meu ouvido:

 

- Você é do jeitinho que eu sempre quis foder. 

 

Até me assustei, parecia outra pessoa. E gostei muito (risos) 

 

Me virou pra ele me deu um beijo, se deitou na cama e pediu para tirar minha roupa, ficar sem nada, colocar minhas mãos na parede e empinar meu rabo pra ele. Quando fiz isso,  se levantou da cama  e caiu de boca no meu cu. Cara, o coroa mandava bem na mamada no rabo, me chupou gostoso, lambia e linguava com vontade. Me virou e pediu pra eu tirar sua roupa, primeiro a camisa, depois as calças e por fim a cueca. Me ajoelhei em sua frente pra tirar a cueca, deu pra perceber que tinha um pau grosso, mas quando eu tirei seu pau pra fora, pensei comigo "Tô literalmente fodido" . Nunca tinha visto um pau assim, a cabeça era fina e ia engrossando até chegar no final do pau. parecia uma pirâmide. Comecei a chupar,encheu minha boca, que cacete grosso. A sorte que não era muito grande, mas tinha certeza que iria judiar do meu cu. 

 

Mamei bastante aquele pau, ele tirou minha boca dele, se deitou na cama pegou uma camisinha e me disse: 

 

- Vem cá, quero foder esse cu. 

 

Fui, tenso. Tinha certeza que iria doer. Ele colocou a camisinha que mal  cabia no pau. Lubrifiquei muito, mas muito, e fui sentando bem devagar. A cabecinha entrou numa boa, mas conforme eu ia sentando ia sentindo aquele pau  me rasgando, que dor. Parei um pouco, ele super paciente olhava pra mim e falava:

 

- Cara que cu apertado, acho que não vai entrar tudo não. Que delicia, vai sentando devagar.

 

Estava indo bem aos poucos, sentava e tirava. Pedi pra ele mudar de posição, me deitei de barriga pra cima e pedi pra  ir pondo aos poucos. Lubrificou um pouco mais meu cu e foi enfiando. Ele ia com calma, metendo gostoso. A hora que ele deu um forçada, entrou  tudo e vi estrelas. Pedi pra ele ficar lá dentro e não se mexer, que estava doendo muito. Parecia que era a minha primeira vez. Suava frio na rola do coroa. Depois de um tempo lá dentro ele começou um vai e vem bem lento, com calma. Ainda doia muito. Pedi pra ele tirar um pouco, e deixar eu chupar o pau dele.Tirou de dentro de mim, nossa que alívio. 

 

Me ajoelhei em sua frente e fui mamar ele bem gostoso, quando tirei a camisinha do pau, estava marcado, de tão grosso que era ficou até vermelho .

 

Eu já estava me sentindo mais a vontade com aquele pau grosso. Me deite na cama de rabo pra cima e pedi pra ele ir colocando aos poucos com jeitinho. O safado encapou o pau e veio, chupou gostoso, foi colocando. Entrou mais fácil desta vez e não estava doendo tando, começou um vai e vem bem lento e gostoso. Se abaixou próximo ou meu ouvido e me perguntou:

 

- Tá gostoso? Parou de doer? 

 

Respondi que sim, mas me arrependi deveria ter falado que ainda esta doendo (risos) Assim que ouviu isso, começou a socar com vontade, com força. Metia sem dó, nossa meu rabo estava em chamas, ardia. pedi pra ele parar. Ele saiu de cima e disse:

 

- Cara que cu gostoso, tá doendo né? 

 

Disse que doia um pouco, mas estava muito bom, empinei meu rabo pra ele fiquei de quatro e mandei ele soca.  Caralho, ele veio com vontade, ai eu aguentei a dor e comecei a sentir prazer em ver aquele coroa arrebentando meu rabo. Como meteu gostoso, fodia e  me segurava pela cintura, metia, mentia e falava:

 

- Porra, que tesão cara. Que tesão de cu, vou gozar!!!! 

 

E logo gozou, quando gozou o tesão foi tanto que ele caiu sobre meu corpo, me deixando abaixo dele, ele gozava e socava, dentro. Ele ficou gelado, e suava sobre mim. Tirou o pau do meu cu me olhou e disse:

 

- Cara valeu mesmo, que tesão. Nunca gozei assim em um cu, olha isso.

 

Tirando  a camisinha dava pra ver, estava cheia de porra, o coroa gozou muito.

 

Ele foi pro banho e eu fiquei deitado ali, curtindo minha dor no rabo (risos)

 

Quando voltou e disse que tínhamos que ir, já estava na hora de voltar pra sua esposa. Me troquei e voltei pra casa todo ardido. 

 

Assim que cheguei em casa tinha uma mensagem dele no cel, falava assim:

 

"Juan, muito obrigado por realizar esse desejo meu, e me desculpe se te fiz sofrer. Mas o tesão em você foi demais, não consegui me conter. Grande abraço, e logo quero arrombar mais um pouco esse cu"

 

Gosto muito quando o cliente sai feliz, ainda mais quando me surpreende como foi o caso desse coroa. 

  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle

Todos os diretos reservados a ©JuanCalabares (19) 9 9627 7211

AGUARDE A PAGINA SER CARREGADA 

Registre-se no Site e receba as atualizações.