MOLEQUE SARADO, BUNDUDO  e MUITO SAFADO 

  

Estava parado em frente ao nosso ponto de encontro, só na expectativa. Quando ele chegou, lindo, todo arrumado, cheiroso, boné, calça de moletom marcando aquela bunda enorme, camiseta longa... um tesão. E para melhorar, cheio de papo, muito gente boa,  e de bônus mineirinho, com aquele sotaque gostoso.

Entramos no carro e fomos batendo papo até chegarmos no motel. O papo rolava leve, solto, parecia que o conhecia a tempos... 
 

 

Entramos no motel, fomos para o quarto. Ele sugeriu um banho juntos, começamos a tirar nossas roupas...  Quando tirou a camiseta pude perceber o quanto era gostoso, que corpo... mas foi quando baixou as calças que pude ver, a perfeição que era sua bunda, e sem contar que o safado já estava com aquele pau gosto duraço. Fui tirando minha  também, já excitado em ver aquele moleque gostoso ali na minha frente. O segui até o box do banheiro onde começamos a tomar banho, e a continuar nosso papo. Conversa vai conversa vem, rolou um beijo, e dai pra frente não paramos mais.  

Nos beijamos enquanto a água caia, escorrendo por cada centímetro de nossos corpos. Comecei a percorrer  aquele corpo gostoso, passando mão por ele todo e naquela bunda durinha, grande, pegava  em seu pau ereto, gostoso apontando pra mim. O encostei na parede, coloquei suas pernas sobre minha cintura erguendo ele e o beijando.  Enquanto ele percorria meu corpo com suas mãos. O coloquei no chão novamente, e me abaixei até seu pau, ai sim puder ver o quão perfeito e gostoso era esse moleque, pau moreno da cabeça rosada, cheio de veias, longo... perfeito. Mas não tanto quanto aquela bunda, que fiz questão de chupar ali com a água caindo sobre ela. Abri aquele cuzinho, apetadinho, lisinho... chupei gostoso, e ele gemia. O safado estava cheio de tesão. Não demorou e ele vei me mamar também, ah que boca, que cara perfeito, sabia como fazer tudo. Ficamos nos pegando por um tempo e fomos para a cama, finalmente a cama, eu estava explodinto de desejo por aquele moleque, queria provar ele por inteiro.  

Nos deitamos, fui sobre ele, percorrendo todo seu corpo com minha boca, parando em seu pau  e mamando gostoso, ah mas que tesão. Que moleque gostoso da porra, me joguei sobre ele o beijando sentindo todo seu tesão. Logo em seguida ele veio sobre mim, com aquela boca gulosa, chupando meu pau, mamando, forte com vontade.  

Foram muito beijos, pegações, abraços, chupadas... tudo muito intenso, até ele me colocar de quatro, e começar a me foder com aquele pau gostoso em mim. Me segurando forte, socava com vontade, metia gotoso,  e como fodia, não tinha dó, metia igual macho. Mas não deixei barato, sai, o joguei de bruços sobre a cama e fui sobre ele. Era  minha vez de foder aquele rabo que estava desejando desde o primeiro momento que  vi. Chupei bem gostoso, lambi, beijei, aproveitei bem cada segundo olhando e apertando aquela bunda.  Posicionei minha rola bem na entrada e comecei a empurrar, e como estava apertadinho o safado, isso me deixou mais louco ainda. Como gemia gostoso que nem macho, dando o rabo. Caralho, meu tesão estava a mil, fui colocando cada vez mais e cada vez ele ia  gemendo mais gostoso. Até entrar tudo, ai sim, comecei a bombar naquele rabo perfeito, fui levantando seu rabo o deixando de quatro pra mim. Ai fiz como queria, segurei na cintura e meti, o safado saiu e veio por trás de mim novamente, e começou a me foder de novo. Como dava e metia gostoso esse moleque. Ficamos nesse troca troca até nos cansarmos, hora estávamos por cima, hora por baixo, de lado, de quatro, na beirada da cama... Até perdermos o ar e deitarmos um do lado do outro, ficamos  nos acariciando, até retomarmos o  folego e voltamos novamente para ação, e que ação. Muito mais intenso que a primeira parte, eu demoro muito pra gozar, e o puto também, foi um foda intensa, forte.  

Até que o deitei de barriga para cima, e comecei a foder com vontade seu cu que já estava recebendo muito bem meu pau, soquei e ele avisou que ia gozar. Aaa caralho que tesão, ele gozando com meu pau dentro do rabo, seu cu piscando no meu pau enquanto gozava... não dava mais pra segurar,  tirei o meu pau do seu cu,  tirei a camisinha e gozei sobre ele, o moleque ficou coberto com a sua e a minha porra.  

A única coisa que nos restava era cair um do lado do outro e dar risada, que foda foi essa? Estávamos exaustos, foi tudo mais que perfeito, o encontro de dois putos de verdade sobre uma cama.  

Tomamos um banho, fomos para o carro, e claro batemos aquele papo  e nos despedimos.  

Agora eu também estou indo para o banho, foi impossível escrever este encontro sem ao menos dar uma gozada. O MOLEQUE GOSTOSO.  
 

  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle

Todos os diretos reservados a ©JuanCalabares (19) 9 9627 7211

AGUARDE A PAGINA SER CARREGADA 

Registre-se no Site e receba as atualizações.